Séries e Cinema

#JéssIndica Jane, the virgin

Oii gente, tudo bom?

Vamos de dica de seriado para maratonar nas férias?!?! A dica de hoje é de um seriado um pouco mais antigo, mas que se você não assistiu, precisa!


Jane trabalha em um hotel. Ela tem um noivo que a ama muito e respeita o fato de ela querer chegar virgem ao altar. Mas seus planos mudam, quando ela é inseminada por engano. Para piorar, o sêmen é de seu chefe, um antigo amor platônico de Jane.

A história inicialmente parece uma comédia leve daquelas para ver sem pensar em nada. Porém, no meio de todo esse humor encontramos diversas reflexões bem interessantes.

Além disso, o estilo que a série é conduzida foge bastante do convencional. Contada com uma espécie de novela mexicana, a série contém um narrador que intervém com comentários durante os acontecimentos. E também faz com que você fique vidrado e crie empatia pelos personagens.

A série atualmente tem 4 temporadas, mas o modo leve e divertido com que ela é conduzida faz com que você devore ela rapidamente.

Anúncios
Séries e Cinema, Sem categoria

#JéssIndica Atypical

Oii gente, tudo bom?

Vamos de dica de série para essa sexta? A dica de hoje é para quem procura uma série de comédia leve, fofa e alto astral.

Sam ( Keir Gilchrist) é um jovem autista de 18 anos que está em busca de sua própria independência. Nesta jornada, repleta de desafios, mas que rende algumas risadas, ele e sua família aprendem a lidar com as dificuldades da vida e descobrem que o significado de “ser um pessoa normal” não é tão óbvio assim.

A série tem duas temporadas atualmente e é daquelas que você devora em poucos dias. Embora trate o tema do autismo e tenha diversas reflexões por trás dos episódios, a série traz muita leveza nos episódios com um toque engraçado.

Se você aí quer uma série leve, que vale a pena maratonar e que vai fazer você dar algumas risadas, tá aí uma ótima dica!

Séries e Cinema

#JéssIndica The Bold Type

Oii gente, tudo bom?

A dica de hoje é de uma série para você que adorava Gossip Girl e está procurando uma nova série para maratonar no feriado. The Bold Type é daquelas séries que mistura o mundo fashionista com uma pitada de críticas diante dos problemas que as mulheres enfrentam.

“Três amigas se unem para conquistar o sucesso em Nova York, batalhando para fazer seus sonhos resistirem ás realidades da vida, e, quando têm um tempo livre, procurando o amor verdadeiro. Jane foi recentemente promovida a redatora da Scarlet Magazine, um periódico renomado focado em estilo de vida. Mesmo sendo tão apaixonada pelo que faz e determinada a ter sucesso, Jane por vezes hesita perante os desafios da vida na cidade grande. Por sorte ela conta com a ajuda da amiga Kat , a diretora de mídia social da empresa, que é destemida e ousada. Sutton é a última das três a ocupar o cargo de assistente, mesmo sempre trabalhando até a exaustão. Pelo menos o trabalho lhe distrai do segredo que precisa esconder das amigas. As três trabalham sob a guarda da editora chefe Jacqueline , que comanda a revista equilibrando dureza e cuidado com suas subordinadas. Elas dividem a redação com Alex, que só aceitou o emprego depois de perder a vaga dos sonhos em outra publicação, e Richard , um membro do conselho diretor e advogado da revista – e conquistador.”

A série é inspirada na vida da diretora chefe da revista Cosmopolitan, Joanne Coles. Inicialmente você pode pensar que a série é bobinha só para passar o tempo, mas em meio a rotina da redação são levantadas diversas questões feministas bem interessantes. a série fala sobre estupro, abuso, homossexualidade e liberdade feminina.

Numa mistura de O Diabo veste Prada com Gossip Girl, a série traz temas muito pertinentes para as mulheres de uma forma leve e descontraída, porém bastante pertinente. A série atualmente tem duas temporadas com 10 episódios cada, porém há indícios de uma terceira temporada a caminho.

E aí, já assistiu essa série?

Séries e Cinema

#JéssIndica Sharp Objects

Oii gente, tudo bom?

A dica de hoje é para quem ama series de suspense e que terminam do jeito mais improvável possível. Sharp Objects é uma série da HBO baseada no livro de Gillian Flynn, autora de Garota Exemplar e Lugares Escuros.

Camille Preaker (Amy Adams) é uma repórter que precisa retornar à sua cidade natal para acompanhar as investigações dos misteriosos assassinatos de duas adolescentes. O retorno a Wind Gap também traz à tona os fantasmas de seu passado, já que Camille será forçada a reencontrar a sua mãe, a hipocondríaca Adora Crellin (Patricia Clarkson), a meia irmã que mal conhece, Amma (Eliza Scanlen), e o padrastro Alan (Henry Czerny). Ao mesmo tempo, ela lida com os distúrbios emocionais, pois acabou de passar uma temporada em uma instituição psiquiátrica.

Eu AMO  os livros de Gillian, já havia lido Garota Exemplar e Lugares Escuros antes mesmo de ter o blog(e por isso não temos resenha delas por aqui) mas não sei ao certo se li Objetos Cortantes. No começo achei que sim, mas depois percebi que não lembrava muita coisa, então estou relendo e logo mais vem resenha do livro. Mas voltando a série…

A atuação de Amy Adams é impecável, Camille é um personagem bem difícil e ela soube interpretar muito bem! Além da interpretação maravilhosa de Amy, tenho que dizer que o enredo se desenvolve super bem e cada episódio termina com aquele gostinho de quero mais.  O final da série é MUITO surpreendente e é daqueles que te deixa de queixo caído por alguns minutos HAHAHAHA

Se você é daquele tipo que adora um bom mistério e séries nada clichês, então você precisa assistir! A série tem apenas uma temporada com 8 episódios de aproximadamente 1 hora. Até o momento não há confirmação sobre uma segunda temporada, até porque em 8 episódios é dado um final bem conclusivo.

 

Entretenimento, Séries e Cinema

#JéssIndica: Safe

Oii gente, tudo bom?

A dica de hoje é de uma série rapidinha, mas excelente para quem aí quer algo diferente para ficar vidrado na televisão. Safe é uma série produzida pelo escritor Harlan Corben que traz muito suspense e surpresa.

Safe é uma série produzida pela Netflix e em apenas 8 episódios consegue fazer você se surpreender e ficar conectado a história.

Safe foca no inglês Tom Delaney (Hall), cirurgião pediátrico e pai viúvo de duas filhas adolescentes. Ele está lutando para se conectar com suas filhas, uma vez que ainda sofrem a perda de sua esposa de câncer um ano antes. Depois que sua filha de 16 anos, Jenny, desaparece, Tom acaba descobrindo uma teia de segredos enquanto procura freneticamente por ela.

Uma série intrigante, surpreendente e cheia de mistério, é daquelas séries que desenvolve rápido e quando você vê já está devorando os episódios. Foge bastante do clichê e faz você mudar diversas vezes suas hipóteses sobre o final.