Ano novo sem crise: dicas para ter uma vida financeira saudável

Olá meus amores, tudo bom com vocês?!

Se tem uma coisa que nunca sai de moda é vida financeira né gente? Principalmente nesses tempos de crise, cuidar da vida financeira é fundamental. Eu sempre fui ligada a isso, apesar de detestar economia e outras coisas. Desde pequena meus pais me ensinaram a ter cautela com o dinheiro, a ser responsável com ele e eu resolvi trazer essas dicas para o blog, acho que elas podem ajudar muita gente. Apesar de ser consideravelmente consumista, eu nunca fiquei com a corda no pescoço ou com dívidas. Quer saber como? Não é mágica e muito menos porque meus pais me ajudaram, mas sim consciência! Hoje eu chamei a Márcia Tolotti, uma especialista em educação financeira, para me ajudar a passar diversas dicas que com certeza vão fazer você ter outra relação com seu dinheiro.

file0001132400544.jpg

Trate suas finanças de modo profissional

Segundo a especialista: “Para organizar o orçamento pessoal em 2017, a regra básica é ter disciplina. Anote todos os seus gastos diários, sem exceção. Utilize uma planilha mensal de controle para ajudar e construa um plano de independência financeira. O ideal é guardar 10% dos seus rendimentos todo mês. Agora não dá? Comece com menos, o mais importante é a regularidade das suas ações.”.Esse passo eu comecei aos poucos, durante todo o ano passado. Primeiro comecei a fazer um verdadeiro relatório de todas as minhas despesas e receitas, para isso usei um app que já falei AQUI, e foi ótimo para ver onde gasto mais e onde poderia diminuir. Nesse ano eu coloquei como meta guardar 50 reais por semana no mínimo, e até agora esta dando super certo!

Saiba qual é a sua relação com o dinheiro

Márcia diz: “O que o dinheiro representa para você? Status? Poder? Liberdade? Segurança? Ao seguir as dicas de organização financeira, compreendendo o seu perfil de consumidor, você estará imune ao endividamento.”. Isso é algo que é muito importante e que pouca gente realmente faz. Saber onde são seus maiores gastos e ver no papel a quantia gasta ajuda muito a mudar sua visão.

Saiba qual é seu padrão de comportamento

Outra dica da nossa especialista é identificar quais os momentos que ficamos mais inclinados ao consumo e se proteger da auto sabotagem. Todo mundo passa por isso, momentos em que queremos comprar coisas em qualquer esquina e momentos que ficamos semanas sem gastar nada além do básico, a dica é perceber esses momentos e procurar válvulas de escape. Eu percebi que fico muito mais inclinada a comprar desenfreadamente em períodos que fico mais entediada ou então quando estou triste por algum motivo, por isso agora sempre que isso acontece eu procuro fazer passeios diferentes e canalizar minha atenção em outras coisas.

Tenha persistência

Márcia também afirma que é preciso ter perseverança, “se você decidiu não gastar, persista na sua decisão, por mais tentador que o apelo seja.”. Acredito que essa seja a parte mais difícil, por isso uma coisa que me ajuda e muito é estabelecer metas. Para isso eu tenho algumas metas anotadas no meu bloco de notas do celular e sempre que quero gastar vejo essas metas(incluí até fotos para ficar tudo mais visível!). 

Considere o espaço físico

Para ajudar na economia, uma boa dica da especialista em finanças é considerar o espaço físico: “caso seja difícil encontrar lugar para aquele sapato ou objeto novo, a probabilidade de você estar adquirindo algo desnecessário é enorme.”. Essa é a dica de ouro para mim, pois meus maiores gastos são em roupas e acessórios. Por isso também tirei fotos do meu armário e sempre que vou comprar vejo as fotos pensando onde vou guardar a peça, e caso realmente compre, me obrigo a tirar 2 peças. Essa política de entra uma e sai duas tem me ajudado muito e diminuído muito meus gastos desnecessários. Agora, antes de comprar qualquer peça vejo diversas inspirações e somente compro se realmente for usar mesmo!

 Saiba qual é preço da sua escolha

Márcia Tolotti comenta que vale fazer um cálculo de quantas horas você precisará trabalhar para aquele item novo e isso vale para tudo! Ou seja, acostume-se a pensar quantas horas da sua vida você irá trocar por algo que vai adquirir. Essa dica meu pai sempre me falou e realmente se você começa a colocar em horas da sua vida, as coisas começam a ganhar outra dimensão e seu gasto fica muito consciente.

 Tenha uma vida rica

E a última dica da nossa especialista é: “Ajuste os demais aspectos da sua vida. Conquiste amor, saúde, tranquilidade e o que mais puder para ter uma vida rica, saudável e com independência financeira.”. Existem tantas coisas grátis na vida, que as vezes parece que nem damos valor à elas. Por isso, sempre pense nas suas outras conquistas, nas conquistas que não envolvam dinheiro. Mudar o foco e se preocupar com viver ajuda muito a ter uma nova relação com o nosso dinheirinho. Lembre-se, o dinheiro não compra sua felicidade 😉

Gostaram das dicas? Espero que elas ajudem muito vocês e que 2017 seja o ano de mudanças para todos nós!

Anúncios

Sobre Jéssica Trindade E Marques

Jéssica Trindade E Marques, 23 anos, Paulista. Estudante de Letras pela Universidade de São Paulo, apaixonada por moda, beleza, cultura, gastronomia, e claro....livros!
Esse post foi publicado em Organização. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s