Clube do Livro: A garota no trem, de Paula Hawkins

Olá meus amores, tudo bem?!

Hoje trouxe um livro que li nos últimos meses e que estou há meses querendo contar o que achei para vocês. Comecei a ler esse livro em Agosto, e em menos de 2 semanas eu já tinha terminado. Antes de ler, não sabia absolutamente ada dele, muito menos que uma adaptação cinematográfica prestes a sair, e só havia lido uma pequena crítica sobre ele, na verdade  um trecho de uma crítica, e esse único trecho me levou a ler o livro.

O livro se trata de um suspense, mas não um suspense qualquer. Ele faz parte de um subgênero do suspense que é o gênero psicológico. Eu adoro livros que realmente entram no leito e mexem com sua cabeça, são os meus tipos preferidos de livro. No caso de A Garota do trem, logo nas primeiras páginas eu já me apaixonei pela história. A organização dos capítulos é um pouco diferente da organização usual, no caso desse livro, os capítulos são separados por personagens e cada capítulo é contado pela visão de um dos personagens. Em princípio essa divisão pode parecer bem estranha, mas realmente é perfeita para que o leitor entre na cabeça dos personagens.

O conflito da história se baseia no sumiço de uma mulher, porém esse sumiço é muito mais complexo que um simples desaparecimento onde a principal suspeita é uma mulher que observava o casal pela janela do trem. “Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida.
Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. “

A narrativa não é dada de forma direta, os relatos dos personagens são dados de forma recortada e o leitor vai juntando as provas por esses flashes de cada personagem. Assim, o leitor vai se envolvendo cada vez mais com o enredo e junto com Rachel tenta descobrir o que de fato aconteceu com Megan. Se você gosta de histórias envolventes, cheias de mistério e que realmente vai mexer com sua cabeça, então você tem que ler esse livro.

Para quem não gosta de ler, foi lançado no começo deste mês uma adaptação da obra. Claro que fui correndo conferir! A Adaptação ficou muito boa e de fato reproduz essa narrativa em cortes através das visões de cada personagens. Vale a pena assistir e conferir o resultado final 😉

 

Anúncios

Sobre Jéssica Trindade E Marques

Jéssica Trindade E Marques, 23 anos, Paulista. Estudante de Letras pela Universidade de São Paulo, apaixonada por moda, beleza, cultura, gastronomia, e claro....livros!
Esse post foi publicado em Clube do Livro. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s