Físico ou digital, eis a questão

Olá meninas, tudo bem?

A polêmica sobre livros digitais ou físicos é algo definitivamente sem fim. Há quem abomine os ereaders e outros que cederam as tentações do mundo digital, como podem perceber pertenço ao segundo grupo.

canstock26536042

Desde pequena fui uma amante de livros e não foi bem por acaso que escolhi fazer faculdade de Letras né?! O principal motivo pela escolha em Letras foi exatamente a literatura e seu poder de conhecer milhares de universos em apenas algumas páginas. Sendo uma amante de livros é claro que adoro entrar numa livraria e viajar pelas prateleiras, porém nunca fui uma compradora compulsiva de livros. Meu colégio tinha uma biblioteca giganteeeesca (o que foi ótimo para começar o incentivo a leitura), e eu aproveitei muito disso, toda semana ia nas prateleiras e pegava um ou dois livrinhos para levar para casa, era a diversão do fim de semana. Mudei de colégio no ensino médio e não tinha mais uma biblioteca paradisíaca para me apaixonar, foi uma das coisas que mais senti falta e passei a frequentar bibliotecas públicas. Aqui em SP existem várias muito boas e que contrariam totalmente aquele estigma de livros velhas e empoeirados, todo mundo deve conhecer a Biblioteca Mario de Andrade que é belissima ou então a Biblioteca de são Paulo no Parque da Juventude. Realmente são bibliotecas que valem a pena e que você encontra muitos livros bons( encontrei diversos dos livros que uso na faculdade que são raríssimos). Mas mesmo com a biblioteca pública minha leitura não era tão acelerada e isso se deve a vários motivos: faculdade, falta de tempo, reservas de livros, etc. Então foi quando comecei a pensar em aderir ao ereader.

Eu era daquelas pessoas que abominavam os livros digitais, entendo muito o pessoal que fala que ler um livro físico vai além da leitura e é um ritual. Para mim também é um ritual, mas como fazer este ritual no meio do metro espremido? Ou fazer esse ritual numa horinha livre com aquele livro gigante pesando nas costas? Realmente esse poréns dificultam QUALQUER ritual e esses foram meus motivos para pensar no Ereader. Com o ereader você consegue levar para qualquer lugar já que não é pesado e ocupa um espaço mínimo (já coloquei até em uma mini bolsinha de mão para levar em festas, me julguem) além de ter seus livros preferidos em um único lugar e preparado para qualquer hora. Realmente ler é um ritual, mas este ritual tem que ser adaptado diante da agilidade e falta de tempo que temos. Alguns títulos eu ainda faço questão de comprar em papel, mas são aqueles de coração e que valem o investimento. Porque vamos combinar né, te livro que a gente só quer para matar a curiosidade e depois descobre que não vale nem o espaço na estante.

ebook ou livro

Sem falar que a minha frequência de leitura aumentou e MUITO. Em qualquer espacinho de tempo eu pego meu ereader e começo a ler, seja metro; ônibus, rua, etc. Consigo ler muito mais títulos e meu custo foi bem menor. Muitos livros estão no domínio público e já existem sites ótimos para baixar livros gratuitamente(inclusive lançamentos). Sim, infelizmente essa segunda parte é contra a lei, mas gente diante dos preços dos livros no Brasil e da efemeridade de algumas histórias não tem como. A produção literária cresceu muito e isso é muito bom, mas também trouxe aqueles livros que você só irá ler uma vez e deixará na estante pelo resto da vida, o que na minha opinião é um total desperdício de dinheiro. De que adianta você comprar o livro para ler só uma vez e depois largar em algum canto ou deixar na estante pelo status de um bom leitor? Por esses e outros motivos sou a favor da divulgação dos livros sim, mas acredito que talvez um meio para acabar com a pirataria de livros fosse fazer algo como um Netflix de livros.

O Ereader é uma ótima opção para quem gosta de ler, realmente é um investimento muito lucrativo. A tecnologia da tela não cansa a vista e por ser leve você consegue ler deitado, sentado, dobrado ao meio que vai dar certo(síndrome do bom leitor)!

large

 

Anúncios

Sobre Jéssica Trindade E Marques

Jéssica Trindade E Marques, 23 anos, Paulista. Estudante de Letras pela Universidade de São Paulo, apaixonada por moda, beleza, cultura, gastronomia, e claro....livros!
Esse post foi publicado em Clube do Livro. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Físico ou digital, eis a questão

  1. caradecotia disse:

    Oiiii, seu blog é ótimo! Inspirador! Vou seguir! Bjks

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s